Eu sou uma pessoa que não costumo andar de ônibus, sempre dei preferência a andar de bicicleta, carro, trem, moto ou a pé, porém ultimamente tenho usado muito o trem, esse “muito” seria diariamente para ir ao serviço, voltar para casa, ir para a faculdade e retornar para casa novamente.
Nessa minha verdadeira viagem diária tenho observado uma modalidade que vem crescendo a cada dia de diversas formas e lugares, mas em especial no trem.
Dado o tamanho crescimento, em minha opinião essa área merece uma maior atenção por grupos de especialistas, pois vem demonstrando um promissor mercado em acessão.
Outro dia, vindo ao trabalho, logo de manhã com o trem lotado havia um deficiente visual esmolando, logo pensei comigo: horário de pico o trem extremamente lotado e justamente agora esse rapaz resolve pedir esmola? Porque justamente agora e não mais tarde?
A resposta não tardou, ao voltar para casa à tarde que é um período de menor movimento deparei com uma cena que me deixou estarrecido a cada estação entra um pedinte seja ele deficiente visual, cadeirante, andarilho, imigrantes, desempregados etc.
Deste dia em diante passei a observar esse tipo de ação com maior atenção e verifiquei que cada um tem seu script, desde do mais simples aos mais arrojados, seus lugares estratégicos, artifícios de media, apelos emocionais e muita criatividade dentre eles alguns me chamaram a atenção:
Houve um tempo em que era simplesmente andar pelo vagão com a mão estendida,  hoje esse comportamento já não tem o mesmo resultado, veja alguns exemplos que realmente chamaram minha atenção.
Um dos mais interessantes e surpreendentes que  vi foi em um ônibus, eu nem sabia que havia essa prática em ônibus também.
Um rapaz junto com uma criança entra no coletivo, pede autorização ao motorista e ao cobrador e faz o seguinte discurso:
Senhoras e senhores estou aqui humildemente pedindo a colaboração de vocês, pois acabou meu gás, estou desempregado e moro na zona leste (OBS: eu estava em Carapicuíba), no ônibus ele recebeu doações de no mínimo 20 pessoas, se realmente é verdade que ele morava na zona leste e veio fazendo isso em diversos ônibus, com certeza ele já tinha dinheiro suficiente para comprar um botijão cheio mais um fogão! Mas o foco nesse artigo não é matemático e sim puramente marketing.
Outro caso interessante ocorrido no trem foi uma senhora alegando câncer, desemprego etc., aos prantos e se desmanchando em lágrimas implorava pelo amor de Deus qualquer ajuda por coincidência ela desceu na mesma estação que eu, e ficamos sentados no mesmo banco, o irônico é que no exato momento que ela saiu do vagão, as lágrimas sumiram, a respiração normalizou e ela calmamente contava o dinheiro recebido.
Para que não se torne uma leitura cansativa citarei apenas algumas partes de  alguns casos.
Já presenciei: “Pode me dar uma ajuda, pois preciso fazer uma entrevista e estou sem dinheiro para passagem”, “Alguém pode me ajudar, pois acabei de sair da cadeia por assassinato matei o estrupador da minha filha”, “Me ajudem, pois fui despejado hoje”, “Tenho meningite, labirintite, pneumonia, derrame” e o interessante é que saiu reclamando que só tinha pão duro no vagão'” e por ai vai.
Fora os slogans: “Melhor pedir de que roubar” “Poderia ser você”, “Uma quantia que não lhe fará falta”,” Qualquer coisa serve”, “Aceito vale transporte/refeição” e etc.
Venhamos e convenhamos é ou não é um mercado promissor, imaginem um analista fazendo seu trabalho ele diria:
Fale em alto e bom tom, não fale apenas nas extremidades do vagão, olhe no olho de cada um na hora de pedir, use vestes adequadas, envolva o público com histórias, use o sentimento.
Pense bem sobre esse assunto, a evolução foi tanta que os famosos “marreteiros” tiveram que rebolar para combater essa concorrência desleal, diversificaram os produtos fazem teatrinho do tipo “Entra dois vendedores um em cada ponta do vagão passam vendendo a mercadoria por exemplo a 3,00 duas por 5,00 em seguida um vendedor diz
OLHA O RAPA!!!(segurança) ta no outro vagão, vamos ter que queimar a mercadoria!(Vender mais barato)” então começam a vender a R$1,00 ,entre outros.
Achei legal compartilhar essas experiências mesmo sendo engraçado, não deixa de ser trágico.
(Adailton G. Ferreira 2007 Revisão Rosana Yamauchi)






35 thoughts on “Marketing Para Pedinte

  1. É uma coisa interessante de se notar. Muitos pegam o trem a anos (tios e tias) e não vêem com toda essa gama de detalhes que você viu. Tens boa percepção, devería usá-la mais. Por que você não faz o artigo número dois, por exemplo “O que acontece na praça do Anhangabaú. Rolbos à luz do dia.”. Sería interessante você manter uma continuação de suas percepções aguçadas, me traria mais a esta página (“o que será que nosso amigo Adailtec postou essa semana?…”).

    Parabéns pelo trabalho nessa página.

    ——
    3L150N

  2. Eu acho este, um assunto mto interessante, com certeza é um tema bastante discutido em rodas de conversas, seja na escola, no bar, com os colegas da rua e até mesmo com pessoas q vc nem conheça dentro dos citados meios de transportes publicos. Bom, o problema é… todo mundo fala, comenta, mas me diga quem nunca ajudou?! Eu mesmo, sempre ajudo rs, mesmo sabendo q é mentira… e o pior, não sei explicar pq, talvez por desencargo de consciência rs por ter em mente de que se ajudarmos alguém, seremos recompensados!! Nós mesmos acabamos fazendo desse comércio algo tão promissor.Porque, fala sérioo… temos certeza de que aquilo é teatro e mesmo assim, colocamos a mão no bolso e doamos a moedinha q temos rs. Infelizmente é um assunto polêmico e sem fim, são os frutos da globalização… Uns com mais e outros com menos, onrigando- os a usar do golpe para sobreviver nesse mundo q eu tam´bém não entendo rs. Mto bom!! Vou eperar pelo próximo heim!!

  3. Esse assunto é interessante e polêmico … mexe com os sentimentos das pessoas … com a bondade e nada melhor como o brasileiro:Solidário. Infelizmente muitos usam esse sentimento para se aproveitar … outros é pura necessidade… “Mas quem fala a verdade!?!” Tem o senhor que acabara de perder a Filha em um acidente de moto e dá conselhos para os jovens, principalmente para tomar muito cuidado e só quer uns trocados para inteirar a sua passagem e ir embora pra sua terrinha e se ajoelha e chora… mas qtas filhas ele perde todos os dias?… acho que ele deve ter mais de 100 filhas que morreu igualzinho … mas olhando por outro ângulo … “Ele dá prá ser um excelente ator de teatro ou novela”
    O 2ºmaior marketeiro, que só perde para o Silvio Santos, foi considerado um senhor que por necessidade começou a vender doce no trem e acabou em uma pequena barraca de doces… Reconhecido… E ele não terminou seus estudos, convidado a se formar em uma das melhores faculdades…
    Resumindo: Esperteza … Sobrevivência … Necessidade … e CRIATIVIDADE …
    Querem pessoas Cirativas para renovação de Idéias … Marketing … Ponto estratégicos!?!
    Podem reparar e dar mais valor para essas Pessoas … que usam o melhor da sua Criatividade para conseguir atingir seus objetivos … sejam lá Verdade ou não rsrs … mas devem ser aplaudidos!!!

  4. olha , lendo este artigo, só , confirma , o que eu sempre vejo no trem, mas achei que só eu pensava nisso,e os slogam deles sao os melhores mesmo, chamam mesmo muito a atençao , e confesso que com criança e deficientes visuais, as vezes acabo cedendo a eles,mas muito bom este artigo .

  5. Olha, durante muito anos até então, uso esse meio de transporte, tudo q foi falado realmente é o que acontece, eu conheço uma senhora que teve e tem até hj todas as doenças possiveis de ter, e até agora, ela esta firme e forte nessa profissão. Sim, já virou profissão essa mulher pelo meus calculos, frequento o trem desde o SENAI isso ja faz mais de 10 anos.
    E essa do RAPA é o que esta na moda!! Primeiro vc até fica assustado com o valor inicial daquele produto.Exemplo chocolate, aquele meia barra, R$3,00, e derrepente, vem o teatro gratuito no trem! ” É para acabar, prefiro vender barato do que o RAPA pegar”!!!
    Os caras são tão realistas, pq não usar essa arte de interpretar, numa peça de teatro!!!

    Parabens Adailton, Bom Artigo!!!

  6. Realmente, hoje em dia todos os meios de transporte são afetados por nossos pedintes e vendedores ambulantes. Se você ajuda, te dizem que é ruim, que propicia a marginalidade e que não se pode incentivar, e se não ajuda, te chamam de mão-de-vaca, pessoa insensível, Filho-da-mãe e por aí vai! Tem mesmo é que ignorar e não comprar nada…..ou senão dá uum telefone de uma agência de talentos pra eles….vira e mexe tão precisando de uns atores para comerciais de TV..kkkkk

    Excelente Post meu amiguinho!

  7. Esse é um tipo de assunto que infelizmente muitos não gostam de comentar, e está crescendo de forma absurda.
    Prestei serviço para a CPTM por quase cinco anos, e digo que presencei muitas coisas, tipo pessoas cegas que não eram cegas, aleijados que eram só descer na estação da Luz e voltavam a andar. Se ajudar cada pessoa que pedir, no fim do dia temos que pedir para vir embora.
    É muito triste saber que o mundo está dessa forma.

    Muito bom você escrever sobre isso, é preciso encarar os poblemas de frente.

  8. kkkkkkkkkkkk
    Fora aqueles que fingem que são concorrentes e o preço de um é 3 e o outro fala… o meu é mais barato, é 2.. dai fingem que estão brigando e por aí vai…. Tenho saudades de pegar o trenzão… das brigas das muieradas… um dia duas começeram a tretar em Carapicuiba e terminaram na Lapa, muito divertido, só puxão de cabelo e arranhões. Saudade…

  9. Hummm, eu entendo bem isso td sim!! Não só por utilizar o trem desde pekena, mas pq tb passei um ano pegando-o diariamente até a barra-funda e muitas dessas viagens com vc né Adailton.. q insiste em trabalhar sempre perto de mim e fazendo o msm caminho q eu, rs Mas enfim, isso é a mais pura verdade e se fossemos nos aprofundar ficaríamos horas falando disso.. vou falar pouco, é simplesmente lamentável, é uma forma eu diria até de falta de respeito, somos lesados na cara dura pelos falsários q fazem isso, nós temos q abrir os olhos das pessoas para q enxerguem isso.. como diz o ditado, de grão em grão a galinha enche o papo, e o boca a boca é a melhor forma de marketing q conheço, seja positivo ou negativo ela é infalível, e as criancinhas q são usadas pra ajudar a comover? uma mulher uma vez tava pedindo com uma criancinha no colo q dizia estar doente, depois a tarde ela ja estava tomada banho com outra roupa e outra criança e o mesmo discurso.. e sobre o rapa, aff isso é cômico demais, faço questão de olhar bem pra cara deles pra eles verem q sei q estão mentindo.. o pior são as senhorinhas inocentes q acreditam e saem abrindo a bolsa correndo querendo comprar.. q show!!!! q espetáculo!!!! isso é real, tá acontecendo mesmo??? é mta cara de pau né….. isso é brasil..;

  10. Então para cada geração que passa existe a necessidade de inovar, foi o tempo que os pais diziam não e os filhos obedeciam, hoje é necessário argumentar e explicar o porque do não, do mesmo modo as circunstâncias e pessoas que pediam antes conseguiam resultados só de passar sem ter de falar muito ou pedir, agora para alcançar resultados mais satisfatórios mudam o modo de agir como foi muito bem descrito aqui neste artigo, parabéns ao autor e que deixa em aberto o fato de nem ser contra ou favor dessa nova iniciativa dos pedintes…

  11. Tudo que disseram é verdade de fato. Porem acredito que dentre tantos profissionais da esmola existam pessoas que realmente precisem de ajuda. Nao tem como ficar indiferente a uma pessoa que passa na sua frente com uma enorme ferida na perna, dizendo que nao pode trabalhar, que tem filhos, que os remedios sao caros, etc… acalmem-se, é só um exemplo, talvez nao o melhor exemplo.Alguns abusam da boa fé, mas de forma alguma considero que seja um trabalho facil, a concorrencia é um obstaculo diario para estas pessoas, rs.
    Eu estou pensando em fazer uma coleta dessas para ajudar a operar meu gatinho, o reto dele saiu pra fora a operação custa 500,00 fora a medicação e estadia na clinica e tal..Alguem ai tem qualquer quantia para me ajudar? É SERIO!!!

  12. Hoje em dia eu só ando de fretado, mas já peguei muito trem por aí!!
    Já vi porrada, já vi gente levando facada, já presenciei assalto. Trem é que nem internet um mundo sem lei!
    Mas o que mais me marcou foi numa véspera de natal, entrei na estação Estudantes em Mogi das Cruzes e me sentei em um dos bancos, no banco ao lado havia uma criança de uns nove anos chorando de soluçar. O trem chegou e eu entrei e me sentei, aquela criança entrou no trem e quando ele partiu a criança secou as lágrimas e começou a entregar papelzinhos pedindo esmola. Vendo aquilo tive vontade de chorar, me marcou tanto que só de lembrar as lágrimas me vem aos olhos.
    Pensei, pow como pode uma criança não ter direito a ter um Natal? Todas merecem ser crianças e viver como crianças.
    Mas enquanto ficarmos confortavelmente sentados essas cenas vão se repetir em um loop infinito!

  13. Pois é,….. tb presencio isso todos os dias, mas cada um dá o seu pulo onde alcança. Vejo essas pessoas com toda essa criatividade e penso nos comerciais do SBT com toda aquela “criatividade”. Sr Abravanel poderia andar mais de trem.

  14. ONIBUS achei muito bom ter que anda de bicicleta alem de tudo é um exercicio para as pessoa,polui o ar menos.graças a DEus pelo menos um pensa assim, se todos penssase como vc era muito bom, mas vc agora vai chega la sei que uma andurinha so nao faz verao mas aos poucos vc vai consegui,Mas fala serio vc nao gosta de anda de onibus,é a coisa mas legal, fazer amizade conhecer pessoa novas enfim …eu gosto mas uma bicicleta iria me agrada mais da compania se for alguem legal assim como vc …gostei da suas ideia, genial fabulosa,inteligente,vc vai consegui garoto continui assim com ideias legais como essa outra ideias viram para vc e tenho certeza disso, Mas ver se anda de onibus e de trem viu mocinho ……

  15. “Adailton…Que Texto Fantástico!!Adorei!Infelizmente essa é a dura realidade que muitos de nós cidadãos,estudantes,trabalhadores ..etc.. temos que enfrentar ao sair de casa e utilizar os transportes coletivos diariamente,neste país!Sabe antigamente eu até me comovia ao ver cenas como esta que vc descreveu viu,mas hoje eles não em enganam mais!!Mas quem sou eu para julgar alguém em um país tão injusto e desigual como este!!Só sei,que para eles é muito comodo esa situacão,pedir já se tornou profissão!!Afinal é muito mais fácil pedir do que trabalhar duro num país como este,e ser honesto custa muuuito caro viu!!!rs

  16. Bárbaro esse texto se pararmos para uma reflexão sobre o assunto é fácil lembrar que essa é uma tática que perdura por gerações, lembro-me bem de quando ainda criança que ia trabalhar com a minha mãe já existiam pessoas graduadas em pedir esmolas no trem, cada um com suas características e técnicas específicas alguns usando crianças, outros dizendo eu poderia estar roubando, mais prefiro pedir (kkk essa é ótima).
    Enfim nos dias de hoje as técnicas se renovaram as tendências mudaram e as formas de comover as pessoas ficaram mais modernas, embora esses pedintes sejam pessoas de origem pobre podemos dizer que os mesmos possuem um enorme poder de persuasão porque mesmo com tantas campanhas contra a esmola ainda existem pessoas que caem nessa grande jogada de Marketing.
    Parabéns Adailton muito bem abordado o tema.
    Aline.

  17. Muito bom artigo, no meu ponto de vista esse povo não sai dessa vida pq da dinheiro.
    Vamos analisar, em uma viagem de Itapevi até Campeão – Barra funda… Ops… Palmeiras – Barra funda demora cerca de 60 minutos, vamos supor que de uma estação a outra demore cerca de 5 minutos (chutando alto), significa que nosso amigo pedinte irá visitar 12 vagões, vms supor agora que em cada vagão ele consiga apenas R$0,50 (chutando baixissimo), então no final da viagem ele terá R$6,00, se nosso amigo pedinte for um trabalhador disciplinado e fizer 10 viagens em um dia, no final do dia terá R$60,00, se ele trabalhar 22 dias no mês como a maioria dos trabalhadores, no final do Mês ele terá uma quantia de R$1.320,00 (líquido).
    Concluindo, é uma profissão promissora, afinal não é todo mundo que ganha R$1.320 por Mês, não é!?

    Abs!!!

  18. meu irmao vc e fera eu ando de trem sempre ja vi tudo isso ma vc contando dessa forma parace me muito interecante e como eu nao tivesse andado nuca de trem pos bem narado gostei cara parabens
    contunui assim logo sera um escritor fica com deus

  19. A história é sim baseada em fatos reais!
    Quem é que nunca se deparou com uma cena desta na vida!
    A gente pensa que está ajudando ao próximo, mas, as vezes, somos enganados por um ou outro “pedinte” e por consequência, viramos a cara a quase depois de uma decepção com um sujeito com estas características. Ajudar ou não ajudar a quem solicita? Vai da situação, pois, até quem tem condições já passa por apertos (financeiros), imagine quem não tem a mesma sorte de ter um emprego e/ou estudo para poder se sustentar e sua própria familia. Eu mesmo já tive a oportunidade de ir sacar dinheiro no banco e voltar até a pessoa que eu vi na rua e que não tinha condições e dar-lhe a minha contribuição para ajudar este semelhante a sobreviver por mais alguns dias. Foi tocante e real, e fiquei muito feliz em poder fazer aquele pedinte sorrir verdadeiramente aliviado!

    Marcos R.!

  20. Muito bom o artigo, andei de trem muito tempo e cansei de presenciar cenas como estas. Esse assunto é polêmico e abre um leque de questões.
    Por exemplo vendo pessoas que fingem que passam necessidades e fazem um teatro as custas da nossa solidariedade nos deixem indignados. Nós pessoas que acordam cedo para ir trabalhar, enfrentam o trem lotado, indo dormindo em pé até a barra funda, voltamos cansados, para conseguir o nosso pão enquanto essas pessoas inventam essas histórias e tiram nossas poucas moedas se aproveitando da nossa boa vontade.
    Mas por que é revoltante? Quantos de nós procuramos ver se realmente é verdade ou é uma história frajuta? É correto questionarmos uma doação que estamos fazendo? Então por que doamos? Estas pessoas, independente da história comovente ou da habilidade de atuar tem uma situação financeira melhor que nós? É uma forma pior de ganhar a vida do que a nossa? Somos todos manipulados por um monte de mentiras? Somos diferente deles? Estamos sendo enganados dia após dia, e não fazemos nada para parar com este absurdo? O que é ter fome? E o que é passar frio? Como é a violência? E o que é ter uma doença grave? O que eles fazem sendo mentira ou não é uma forma de sobrevivência ou é um ato sujo que deve ser punido? Por que estamos sendo enganados e estão abusando de nossa boa vontade? A intenção de ajudar deve ser questionada? Eles são falsários? Nós somos egoístas? Estamos sendo lesados? O que devemos fazer?
    Há diversas questões para se pensar aí. E até o momento creio que não temos a solução. Godtaria de poder responder a todas essas perguntas ou fazer com que elas não existissem, mas elas estão aí. Tirem suas conclusões.

  21. Legal! realmente hoje em dia nos deparamos muito com esass situaçoes!muitas das vezes ficamos em duvida “sera que realmente e deficiente..cego..esta mesmo passando fome” mais vale a pena ajudar..pois o brasil e uma país solidario temos que fazer nossa parte.

    Parabens pela postagem!E muito bom lermos e pensarmos um pouco sobre essas coisas.

  22. Nossa! hoje em dia a correria é tanta que nãoo percebemos o quanto ajudamos esse antigo mercado, que hoje se torna tão grande e que contribuimos para esse crescimento sem nos deixar notar.
    Esse texto é muito importante para refletirmos e tomarmos ações para que possamos ajudar quem realmente precisa. Parabéna Adailton pela percepção.

Deixe uma resposta para Rodrigo A. Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *